quinta-feira, 30 de outubro de 2008

A DOR DE AMOR DE UMA MULHER...


UMA MULHER TRISTE

É com prazer que pela primeira vez vamos relatar aqui, segundo solicitação da personagem principal uma história de encontros e desencontros de amor de uma mulher linda, maravilhosa sensacional, mulher que vive nos pampas gauchos mais que segundo ela não consegue ser feliz.
Olá Anselmo
Como te falei no MSN, acho que alguma coisa errada acontece comigo nos meus relacionamentos.
Estou com 50 anos e só.
Primeiro era porque tinha um gênio do cão, ciumenta, brigona, etc...
Depois foi porque não cobrava, não pedia, não...
Tive um relacionamento de 12 anos, que terminou há dois anos.
Foi um relacionamento tempestuoso, cheio de idas e vindas, mas eu era apaixonada por este homem e aceitava sempre a sua volta, sem cobranças.
Ate que um belo dia, ele entrou em casa e disse que era apaixonado pela ex.
Eu chorei muitas lágrimas nestes 12 anos. A maioria das vezes mais de tristezas do que de alegrias.
Até que um dia aprendi que não se tem tudo o que se quer, principalmente se a outra pessoa não quer dar.
Fiquei estes dois anos só, tive um rápido namoro que não duraram dois meses.
Mas que não deixou marcas e nem saudades.
Agora encontrei uma pessoa maravilhosa (o homem que toda mulher quer).
No dia 22 de outubro descobri que muitas o querem.
Infelizmente, não ficamos muito tempo juntos, somente 38 dias, mas 38 dias tão intensos, que me parece que foram anos.
Quando o conheci (foi através do Par Perfeito do Yahoo), não dei muita importância, mas depois começamos a teclar com freqüência e acabamos por nos conhecermos pessoalmente.
Foi mágico.
Cada minuto ao lado dele, foi tão especial que estava me sentindo a própria Cinderela.
Mas o sonho acabou e a Cinderela virou uma abobora.
Ele também como o outro que cito acima reencontrou a ex, e balançou.
Balançou tanto que me dispensou.
E voltei a sentir a mesma dor de anos atrás.
Eles me dizem que sou uma mulher maravilhosa, que faria qualquer homem feliz.
Mas porque não posso fazer feliz a pessoa com quem eu estou?
Onde estou errando?
Todo mundo na minha idade, teve vários amores algumas privilegiadas ainda vivem com o primeiro grande amor e são felizes.
Eu sei por experiência própria, que para começarmos um novo relacionamento, devemos deixar o passado para trás. Mas o que fazer, quando você esta com uma pessoa perfeita pra você, mas que o passado dele estava ali, na próxima esquina?
Não tenho raiva, só magoa uma mágoa tão grande que não consigo medir.
Por que não posso ser feliz?
Por que não posso ter alguém só para mim?
São tantos porquês que ficam martelando a minha cabeça.
O que fazer?
Brigar?
Espernear?
Chorar?
Ou ir a luta e por este homem?
Mas que jeito?
Até quando o passado dele vai interferir?
Eu estava tão feliz....
A gente combina em tudo, perfeitinho.
Preciso saber que rumo tomar agora.
Gostaria muito de receber a opinião, um comentário das outras mulheres que visitam o blog.
Já agradeço antecipadamente a troca de experiências.
Esta muito, muito difícil. Pensar que eu tinha achado o amor da minha vida e agora vupt sumiu.
Não sei se vocês acreditam.
Mas, quando nos vimos pela primeira vez, eu tive a impressão que estávamos apenas nos reencontrando, parecia que ele já esteve em alguma outra vida junto comigo.
Alguns dias depois, tive um sonho bem lindo, uma senhora bem idosa me pegou pela mão e me disse que iria me mostrar de onde eu o conhecia.
Fomos ate uma planície verdinha, lá tinha uma tenda, eu estava entrando naquele lugar, com um vestido vermelho maravilhoso e de pés descalço, e ele estava na outra ponta da tenda, todo de branco, lindo como ele só.
Perguntei a esta senhora - Fomos ciganos?
Ela me respondeu: - Não! Vocês foram Gregos.
Foi mágico mesmo.
Mas, o tempo comprovou que nem tudo era tão perfeito.
O que faço daqui pra frente Anselmo?
Um grande abraço e obrigada pelas suas palavras tão carinhosas para comigo.
Lu Gaucha
Importante: Eu já conversei muito com a Lourdes e ela hoje vive uma realidade bem diferente de antes de escrever para nós. É muito importante a maior participação possível de pessoas. Eu já mandei algumas sugestões e fizemos algumas simulações para ela ser feliz de novo. Passei prá ela como foco principal que a gente tem que se amar e ser feliz sem depender do outro. Porque muitas vezes o que nós queremos não é o que o outro quer.O GRANDE segredo é nós realizarmos através de nós no outro, e não depender do outro em nós.Convido a todas e todos para participar e dá sua opinião sobre esse momento de nossa internauta Lourdes Gaucha, a matéria sobre se existe mulher frigida, fria ou não já esta pronta e publicaremos dentro de alguns dias.
Beijo no coração de todas.

8 comentários:

REgina Rodrigues disse...

Cara Lu Gaucha.

Lendo a sua história, rememorei um pouco da minha, até porque temos alguns pontos em comum.

Amar é sentimento intrínseco do ser humano. Está na nossa essência. O Amor existe em nós independente do objeto amado. No entanto, quando o objeto de nosso amor se vai, por razões que às vezes nem conseguimos perceber, reagimos como se o próprio Amor tivesse nos abandonado.

Fica faltando um pedaço do coração e esse buraco representa um peso enorme. Tão grande, que nos imobiliza.

É isso que não podemos permitir, pois toda história pessoal é feita de recomeços. E somos artífices de nossa própria reconstrução.

Temos uma tendência cruel de nos punir, nos sentindo culpadas pela partida de nossos companheiros. Por que se perguntar “Onde estou errando?”. Por que, necessariamente, partidas devem pressupor erros? Ou culpas?

Recomece. Levante essa cabeça, menina, e caminhe com altivez ao encontro da felicidade. Ela está em você e não nos outros. Permita-se ser feliz, sem culpas. Permita-se ser livre para o Amor e, ao encontrá-lo, caminhe descalça, tome chuva, jogue beijos para o infinito, abrace sua dignidade. Você verá que o mundo lhe parecerá bem mais acolhedor e o peso de seus “buracos” bem mais leve.

Aí então você estará pronta novamente para sentir o frenesi, a pressa, a impaciência de ver chegar a hora do encontro. Hoje, minha querida, estou exatamente assim. Depois de uma partida dolorida, do luto e do recesso, estou novamente com o coração aos pulos e a emoção à flor da pele para ir ao encontro de um grande amor que está apenas começando. Estou me reencontrando com a minha felicidade. Que também começou no Par Perfeito. Vá em frente, Lu Gaúcha.

LU GAUCHA disse...

Minha amiga Regina, obrigada por suas palavras. A mudança começa a acontecer de pois de ouvir do Anselmo, coisas que queria e nao queria ouvir.Estou aprendendo que precusi viver o hoje, o ontem já esta longe e o amanha quem sabe? Estou aprendendo a me valorizar porque sou uma mulher maravilhosa e encantadora, e tenho amigos que me amam como eu sou. Nao estou mais a procura de um homem perfeito, estou a procura de alguem que caminhe ao meu lado.NAO QUERO CRIAR MAIS EXPECTATIVAS EM RELAÇÃO A OUTRA PESSOA, QUERO APRENDER A VIVER CADA MOMENTO QUE AVIDA ME OFERECE.E sei com certeza que ainda terei muitos 38 dias de felicidade.
Lu Gaucha

Anônimo disse...

Mulher maravilhosa, encantadora e charmosa, conforme te classificas; você já é uma guerreira só pelos teus próprios adjetivos e muito mulher em te expor...Nós homens, mesmo não querendo admitir,dependemos desse ser fantástico "MULHER: NO SENTIDO EXATO DA PALAVRA", sei que o és. Portanto viva cada dia como se fosse o último com toda altivez de uma verdadeira mulher e NUCA permita que homem ou outra mulher determine ou condusa teus desejos e sonhos.Já sou teu fã e como disseste: também seria feliz com uma mulher que pensasse como você.
Deixa tua rasão falar por você...
Um fã desconhecido...

Lu Gaucha disse...

Olá meu amigo anonimo!
Obrigada pelas palavras tao gentis,e sinto-me lisonjeada por voce se declarar meu fã. Isso faz muito bem a minha alma.
Só nao concordo muito em deixar a razao falar por mim ( quase nunca a escuto) por isso acabo me dando mal. Mas vou tentar seguir teu conselho. Obrigada e um grande abraço

Lu Gaucha

Anônimo disse...

OI AMIGO ANÔNIMO, voce sabe que as tuas palavras nao saem do meu pensamento. Voce é uma pessoa muito perspicaz, e esqueci de te dizer que jamais deixarei que alguem mate os meus sonhos, e tenho muitos. Gostaria de saber porque voce seria feliz com uma mulher que pensasse como eu? Quer entrar em contato.shevilu@yahoo.com.br
seria muito interessante podermos trocar algumas ideias, o que voce me diz?
Um abraço

Lu Gaucha

Anão disse...

So conhecendo essa mulher maravilhosa para entender seus sentimentos, suas virtudes e seus defeitos. A conheço a 18, e não a entendo ainda, mas sei que é uma pessoa muito boa. E posso contar sempre com ela.

Lucas (Gaucho Que uma barbaridade!)

vivi disse...

Lu gaucha eu tive uma historia de perdas assim tambem quem nao as teve , mas depois de varias e de um casamneto falido fui me tratar , fazer terapia , pq queria saber o porque dessas perdas , dessas rejeiçoes , dessas tristezas , e fui p o lugar certo fiz ter´pia transpessoal e descobri muita coisa sobre mim mesma , descobri que temos padroes que adiquirimos na nossas infancia e vamos repetindo durante a nossa vida toda , assim atraimos o parceiro perfeito p isso , para alimentar nossas emoçoes mesmo que inconcientes , p mim foi transformados ema verdadeira reprogramaçao , me lebertei do casamento infeliz e hoje tenho do meu lado um homem maravilhoso sou muito lucida em relaçao a mim mesma e sei o que quero e principalmente o que eu nao quero e o melhor de tudo e que fizemso aproximadamente 15 sessoes , ou seja foi rapido , pelo menso comigo , se vc tiver coragem de viajar dentro de vc e descobrir que vc e totalmente responsavel , por tudo isso , mas pode mudar va em frente um gde bjo boa sorte vivi

Izabel Christina disse...

Oi Lu,

Vc já viu O Segredo, naturalmente, que sim. A mente é nossa aliada como é nossa inimiga. Depende sempre do que a alimentamos. Se tememos a perda. É o que encontramos: Perda. Se somos felizes, pensamos na felicidade, levamos felicidade aonde vamos, vivemos o Amor, nos amando em primeiro plano e amando aos outros também. Então é isso que atraímos sempre mais, cada vez mais, sempre em abundância. É fácil? É. É Simples? Também. É só pensarmos, imaginarmos e visulizarmos o que te citei. Se por ventura não estamos conseguindo visualizar, vamos ver as imagens. Se não estamos conseguindo pensar, vamos recordar os bons momentos vividos, momentos de felicidade plenas que todos nós temos a recordar e a agradecer. Agradeçamos sempre, a Deus, aos céus, aos amigos, aos conhecidos,aos desconhecidos, aos inimigos, ao mundo, à você. Quanto mais agradecidos tivermos, mais felizes seremos. Fica com Deus!

CHRISTINA (Natal- RN)