segunda-feira, 23 de maio de 2011

A Mulher Plástificada

A busca da beleza e da juventude, tem proporcionado a mulher, situações irreversível de sofrimento e de desespero. Além da utilização de verdadeiras fortunas para se tornarem mais lindas e os resultados alçançados nessas viagens na grande maioria das vezes não são os desejados.
Querer ser bonita, não é pecado demonstrar uma aparência jovem também não, mais essa vontade tem levado muitas mulheres com mais de 50 anos a se tornarem verdadeiras aberrações (ver foto acima) que na sua ansia e desespero de não envelhecerem de se manterem bonitas, terminam encontrando resultados desesperadores e irreversíveis.
Ontem eu estava num shopping aqui de Natal, Rio Grande do Norte onde moro e encontrei uma amiga de faculdade de muito tempo de amizade. Estava ela, a mãe e a filha. Três gerações de uma família linda.
Fiquei surpreso e pasmo ao mesmo tempo quando ao olhar para a mãe de minha amiga, ela parecia ser mais jovem do que a propria neta. 65 anos de idade, silicone nos seios, um rosto de boneca de plástico, uma coisa artificial explicita, feio, diferente, assustador.
E eu perguntei quem era a pessoa (pois não a reconheci)Marcia me falou, é minha mãe. O susto foi grande porque ela veio me contar detalhes da operação de rejuvenescimento e beleza de dona Julia, uma mulher que era linda como avó.
Foi utilizado uma verdadeira  fortuna para fazer várias cirurugias: enxerto no bumbum, retirada de duas costelas para ter uma cintura mais fina, butox em várias partes do rosto, principalmente na boca e várias outras intervenções. Olhando as três por trás dona Julia, sem dúvida tinha a melhor estética: era a mais bem feita de corpo, poderia dizer usando o termo mais comum e vulgar era a GOSTOSA.

Quando olhavamos as três de frente: Jesus Cristo, parecia uma cena de filme de terror. Um ser diferente parecia de outro planeta. E ai o mal estar se tornava marcante naquele encontro que poderia ser diferente. Uma jovem menina, sua mãe linda uma mulher madura e uma avó com cara de boneca de plástico. Até o sorriso era artificial.
Eu faço 60 anos agora em agosto e me dá uma saudade imensa de minha avó, e das avós dos meus amigos e do meu tempo de menino. Aquelas mulheres lindas, aquelas avós serenas, encatadoras, que transmitia uma paz de espirito, e que as rugas e os cabelos brancos denotavam um respeito imensurável e muita sabedoria. Em momento algum deixaram de ser mulheres...
Hoje a mídia ilude e convence as pessoas, principalmente as mulheres a passarem por verdadeiras maratonas e GRANDES riscos para se tornarem mais bonitas, e o pior de tudo isso é que a BELEZA e a JUVENTUDE não são sinônimos de FELICIDADE, e na maioria das vezes essa beleza e essa juventude nunca vem...
Vivemos num mundo onde tudo é possível. Onde existem soluções para quase tudo e a mídia, principalmente a televisão e a internet são responsáveis por uma quantidade de informações descontroladas e na maioria de muito mau gosto.
Na internet voce encontra tudo que procurar. Os sites prometendo beleza, juventude, saúde, são milhares, centenas de milhares. Cada um mais bem elaborado, com mais capricho para convencer as pessoas a se mutilarem em nome da beleza e do lucro fácil e rápido para essas clinicas e profissionais do setor.
Não estou aqui condenado ou criticando a indústria da CIRURGIA PLÁSTICA, muito pelo contrário, estou apenas dizendo pra voce mulher que para ser feliz, para ser amada, para ser bonita, para ter prazer o que precisa é ACREDITAR EM VOCE do jeito que voce é.
A beleza maior do ser humano estar dentro dele, já falei tantas vezes isso aqui. A encantamento, a sedução, o jogo lindo e maravilhoso da conquista, esta no carater, no respeito, na cumplicidade de ter no outro uma forma de se mostrar com todas as nossas virtudes e defeitos.
A solidão, é hoje um caso de saúde pública. As pessoas também procuram dificultar qualquer tipo de abordagem, e a imagem que se tem ou que se quer vender em todas as formas de comunicação é a da MULHER LINDA, PERFEITA, MARAVILHOSA, SENSACIONAL do ponto de vista da ESTÉTICA.
Hoje é comum se ver mulheres tão malhadas, tão musculosas que parecem verdadeiras potrancas da raça quarto de milha. Corpos enormes com tantos musculos que mais parecem verdadeiros jogadores de futebol.
Eu tenho um gosto diferente; prefiro a mulher feminina, a mulher que parece precisar da proteção do homem, do seu amor, do seu amante, mesmo sendo o ser mais forte e lindo do universo.
Não critico nem pré julgo o direito que as pessoas tem de serem como quiserem ser.
Apenas faço com muita humildade um alerta para que voce em vez de ficar mais bonita, perca a vontade de viver como tem sido divulgado por todo o mundo, os casos de erros médicos e de resultados terríveis na busca dessa beleza e dessa juventude tão sem sentido.
O amor verdadeiro, não escolhe o tipo, nem a origem, idade ou poder aquisitivo da mulher ou do homem.
O amor verdadeiro ele apenas ama, e esse amor verdadeiro começa voce amando a si mesma.
Pra que correr o risco de morrer, para se tornar mais "bonita" se na verdade isso não vai garantir nada em termos de amor e de felicidade.
Já imaginou se os critérios de beleza, utilizados pelas emissoras de televisão, pelas academias e clínicas de cirurgia plástica e SPAs fosse uma regra geral.
O que seria das mulheres gordinhas, das baixinhas, das feinhas, segundo esses critérios.
Um sofrimento só.
Mais não é bem isso que acontece.
Qualquer mulher de qualquer biotipo é capaz de fazer um homem feliz.
Qualquer mulher, que tenha deficiências, dificuldades não importa de que tipo é capaz de fazer um homem feliz quando ela quer.
A saúde é um fator importante no mundo de hoje.
Praticar exercícios dentro de seu perfil de idade e condições físicas é essencial para ter mais qualidade de vida. As academias, e SPAs, tem um papel importante e necessário nesse contexto, desde que não se torne uma agressão as pessoas que utilizam esses serviços.
O mais importante de tudo, é voce gostar de ser mulher. E quando isso acontece a estética é um detalhe insignificante.
Os carinhos que todos nós desejamos fazer e receber, não tem o pre-requisito da beleza ou da juentude.
Os carinhos que todos nós desejamos fazer e receber tem que ter a verdade do sentimento.
Para isso não importa se eu sou feio ou bonito, baixo ou alto, gordo ou magro, pobre ou rico, preto ou branco, jovem ou velho.
O que importa é o MEU QUERER.
Queridas amigas o amor não precisa de títulos nem rótulos, o amor não precisa de formatos ou esteriotipos, o amor não precisa de regras ou de conceitos.
O amor só precisa que voce se ame.
E ai tudo fica mais fácil, porque amar é muito bom, ser feliz, melhor ainda mais de forma alguma tente através da opinião dos outros, através das estratégias e campanhas do mercado publicitário, se tornar numa pessoa que voce não pode ser.
O tempo não para e não perdoa.
Não queira se tornar um ser diferente porque voce não vai gostar do resultado.
Mais importante que qualquer coisa é a SAÚDE, e a SAÚDE, se caracteriza pela sua felicidade de alma, de pensamento, de objetivos, de carater, e isso não depende nem de beleza nem de juventude.
Seja feliz, se ame e seja amada do jeito que voce é.
Cortar o cabelo, vestir uma bela roupa, fazer uma maquiagem destacando pontos especiais do seu rosto, isso sim é uma forma de se tornar mais bela e encantar.
Eu vou concluir, deixando uma frase como pensamento final para voces que li não sei aonde e não sei de quem é que diz o seguinte: NASCER É UM PRESENTE, VIVER UM DESAFIO E ENVELHECER UM PRIVILÉGIO.

Beijos no coração e até breve.

6 comentários:

leninha disse...

Valeu Anselmo!! Concordo com vc. É realmente esquisito certas cirurgias estéticas. Aspessoas ficam tão estranhas q chamam atenção. A beleza é outra coisa. bjo

Arlete Schulz disse...

Olá, Anselmo !
Estava sentindo falta de seus textos,sempre voltados para a felicidade de nós, mulheres.E você foi muito feliz no tema escolhido,sobre a guerra de muitas mulheres com o espelho,onde,ao ivés de contemplar seus aspectos positivos,ficam comparando seu rosto e corpo com o das modêlos,tornando-se escravas dos padrões de beleza propagados pela mídia.Submetem-se à procedimentos de alto risco para, talvéz, competirem fisicamente com suas filhas ou netas.Para ser feliz, precisamos,como você diz, ter alta auto-estima e nos aceitarmos como somos.Não precisamos de um rosto ou corpo perfeito,pois a verdadeira beleza vive dentro de cada uma de nós.Podemos ser jovens,bonitas e atraentes, mesmo que os cabelos embranqueçam,que o tempo sulque nossos rostos com rugas,que nossa pele perca o viço da juventude.Não devemos envelhecer nas nossas emoçoes,pois o coração não envelhece nem precisa de plásticas ou peeligs para amar e ser amado.
beijos com muito carinho,
Arlete

Mirtes disse...

Concordo com você. Quem dera todo mundo parace para pensar antes de sair fazendo cirurgia.
Olhando a foto,fica a interrogação:Até onde vale a pena disfarçar as rugas quando se envelhece? Acho mesmo que o primeiro processo de maturidade de uma pessoa passa por saber quem ela é, e se aceitar como tal. Pessoa que não passaram por esse processo, são as mesmas que fazem essas bizarrices que vemos aí. Mais importante que a beleza é a saúde, ou seja,exercicios físicos e mentais sim são saudáveis e ajuda muito na aparência e na estética, temos mais é que nos conformar com os efeitos da idade e tentar ser feliz do jeito que somos. Adorei o texto Anselmo, parabéns! Um beijo grande.

DIMÊ disse...

DIMÊ disse: Ótima escolha esse tema parabéns.Muitas mulheres se tornam escravas em nome da beleza , e nem se importam com os riscos que estão correndo com inumeras sirurgias .MUITA LUZ SEMPRE.BJO.

Regina disse...

Oi Anselmo...
O texto "Mulher plastificada" retrata o nível de consumismo que a sociedade está nesse momento.
Os paradigmas estabelecidos pela mídia definindo um padrão de beleza criam um estereótipo de perfeição que se confunde muitas vezes com as lindas bonecas das nossas filhas – a Barbie real. Assim, a mulher para se sentir incluída começa a buscar recursos que a aproxime desse padrão, recorrendo aos meios que possam propiciar o prazer de fazer parte do “grupo”. Não há como negar que a vontade de ser “desejada” incentiva cada dia mais essa busca.
A beleza interior torna-se utopia e vale uma expressão xucra - beleza não põe mesa, mas abre o apetite. Vejo-me muito distante realidade imposta – acredito e busco a utopia como princípio para a vida em harmonia com o ser.

Porém isso não se restringiu às mulheres... O padrão de beleza exigido chega também para os homens e o termo METROSSEXUAL ou METRO SEXUALIDADE desponta como referência para os homens que buscam a beleza de forma demasiada – os traços masculinos se perdem pelo excesso e o rosto do homem viril, másculo se confunde com as características anteriormente exclusivas das mulheres.
É interessante ver como a sociedade incorpora rapidamente o “MODELO DE BELEZA”, e quando converso com colegas chego a chocar e parecer engraçada ao definir um homem bonito.
Inclui propositalmente a questão do homem como alternativa para reflexão do que aponta o texto.
Até breve.

Nilsa Oliveira disse...

Oi meu amigo, é bem interessante sua matéria, pois, às vezes tem certas mulheres que deixam perder sua essência.
bjos